Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Moradores do bairro Irapuá I interditaram via para cobrar saneamento em Floriano-PI.

 
Moradores do bairro Irapuá I, em Floriano-PI, Bloquearam a Rua Emídio Rocha no final da tarde da última terça-feira (01/07/2014), em protesto contra a falta de saneamento básico na região.
Eles cobram ações do poder público para que seja resolvido o problema da falta de escoamento do riacho que corta a via, que há anos causa insatisfeita aos moradores com a situação. A região é conhecida por apresentar alagamentos, principalmente em épocas de chuvas os de seca.
Numa tentativa de chamar atenção dos órgãos competentes, os manifestantes atearam fogo em pneus e madeiras, para impedir a passagem de pessoas e veículos. Além disso, o Centro Estadual de Educação Profissional Calisto Lobo localizado na Rua teve seus portões trancados com correntes e cadeados. A direção da escola solicitou reforço da Polícia Militar, que atendeu ao chamado e se deslocou até o local para manter a ordem.
De acordo com o Tenente Alberoni Pereira, foi solicitado o auxílio do Corpo de Bombeiros para conter o incêndio provocado pelos moradores e resgatar os professores que estavam enclausurados na escola.
“Fomos chamados pela direção da escola, tendo em vista que os professores estavam trancados sem poder sair, então comparecemos para manter a ordem, foi solicitada a presença do corpo de bombeiro, que chegou ao local, apagou o incêndio e quebrou o cadeado, liberando os professores”, disse o PM.
Segundo o Militar, os moradores da referida Rua vem sofrendo há muito tempo com a água parada impedindo o trafego no local, sendo que os mesmos já apelaram aos órgãos competentes de várias formas, mas o problema nunca foi resolvido.
Com cartazes e gritos de guerra, os manifestantes exigiam soluções urgentes para o problema do mau cheiro, alagamento, comprometimento na estrutura física das residências, além do aparecimento de animais peçonhentos atraídos pela água suja parada.
POSTADO POR: Alonso Bisorão.
FONTE: http://www.florianonews.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário