Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Prefeito não paga trio elétrico e carnaval de 2015 vira caso de polícia.

O carnaval da cidade de Barras-PI, que já foi conhecido em todo Piauí como o mais animado do interior, virou caso de polícia. Tudo por conta do prefeito da cidade Edilson Capote se negar a pagar o trio elétrico contratado para puxar o bloco carnavalesco “Voa Voa”.
De acordo com o radialista Manoel Cordeiro, ex-secretário de cultura do município e autor do boletim de ocorrência registrado na última quinta-feira (19/02/2015), o prefeito Edilson Capote autorizou a contratação de um trio elétrico para puxar o bloco na Avenida Pinheiro Machado e não cumpriu com o acordo.
O trio foi contratado por R$ 90.000,00 (noventa mil reais), sendo que foi depositado a título de antecipação o valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para garantir a animação até que o prefeito fosse localizado, no entanto, ao ser encontrado o prefeito Capote se negou a pagar o valor combinado.
O proprietário do Trio Elétrico, Ricardo Guedes, permanece na cidade e tem afirmado que só viaja quando receber o restante que lhe é devido. “Quando eu fui falar com o prefeito, ele disse que não havia contratado trio nenhum, mas a gente sabe que o Manoel Cordeiro é só um laranja do prefeito”, disse Ricardo, que afirmou ter trabalhado os quatro dias de carnaval. “Eu não podia deixar o bloco na mão e prestei meu serviço, como foi combinado”, disse.
Ricardo é natural de João Pessoa, na Paraíba, e está em Barras-PI aguardando o desenrolar do caso.
OUTRO LADO.
O GP1 tentou entrar em contato com o prefeito Edilson Capote, mas não obteve resposta, pois as ligações não foram atendidas.
PUBLICADA POR: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário