Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

sábado, 30 de maio de 2015

Promotor diz que caso é de castelo do Piauí é "chocante" e irá denunciar suspeitos por três crimes.

O promotor Cesário Cavalcante, que atua em Castelo do Piauí, confirmou que irá denunciar os suspeitos de violentar quatro garotas no município por pelo menos três crimes. Os cinco envolvidos, entre eles quatro adolescentes, serão indiciados por estupro qualificado, tentativa de homicídio qualificado e associação criminosa.
"Todos já tinham atos inflacionais. A maioria era de pequenos furtos para comprar drogas. Nuncam tinham cometido algo dessa gravidade. Usaram meios cruéis e tentaram ocultar o crime de estupro, já que as crianças foram amarradas. Eles queriam matar para ocultar o estupro", afirmou o promotor Cesário Cavalcante.
"Em 20 anos de Ministério Público eu nunca tinha visto tanta crueldade. E olha que eu já vi muita coisa. Mas um caso desses é realmente chocante", acrescentou.
O promotor acredita que no prazo máximo de 10 dias poderá entrar com representação contra os adolescentes, que estão internados em Teresina-PI por 45 dias. O delegado Laércio Evangelista já encaminhou o pedido de indiciamento e o parecer foi favorável. Os suspeitos foram ouvidos e o Ministério Público espera somente os laudos solicitados, como exames de DNA.
Cesário Cavalcante afirmou que já deu início a confecção da peça contra os menores. "Eu entrei em contato com o IML para perguntar sobre os laudos. E eles me disseram que estão agilizando o máximo possível. Então, acredito que em até 10 dias já possa finalizar a peça", declarou. Segundo o promotor, o tempo de cumprimento da medida socioeducativa a ser cumprida pelos adolescentes vai depender desses laudos, que vão dizer se as lesões foram graves ou gravíssimas e atestar se o crime foi hediondo ou não.
O Ministério Público vai pedir a internação definitiva. Cesário Cavalcante explica que os suspeitos deverão ser acompanhados durante a internação por profissionais, que poderão dizer se os jovens terão condições de sair após três anos, prazo máximo da pena a ser estipulada pela Justiça. O promotor cita que já existem casos no Brasil nos quais o profissional não atesta tal condição e o infrator segue internado.
Fonte: NoOlhar.com
PUBLICADA POR: AlonsoBisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário