Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

A Guerra da comunidade pau de leite município de Floriano-PI, estar completando hoje dia 10/07/2013, (71 anos).

A Guerra da comunidade pau de leite município de Floriano Piauí, Ficou famosa na historia das lutas por terras e carnaubais na localidade pau de leite, a cerca de 20 km da sede do município de Floriano Piauí, onde se travou a maior batalha de todos os tempos. Foi à maior feita na historia da criminalidade entre os próprios parentes, (Famílias ronca). 
Motivo: Terras e carnaubais. Era delegado de policia do município de Floriano Piauí o tenente Alcindo batista e escrivão, Luiz pinto de oliveira. Por questões de terra e carnaubais, deu se serio conflito na comunidade pau de leite, na fazenda barreirinha do município de Floriano Piauí, entre Luiz Espindola de carvalho e sua família e do outro lado, Lourenço pereira da silva e sua família, eram terras de heranças. As duas partes através da justiça buscou seus direitos. Mais antes que esta se pronunciasse, Lourenço pereira da silva tirou um percentual de palha de carnaúba e empaiolou. Luiz Espindola alegava que as terras eram suas e por consequentemente as palhas também lhe pertenciam.
No dia 10 de julho de 1942, Luiz Espindola de carvalho reuniu com Raimundo Espindola de carvalho, João camelo de oliveira, Antonio Camilo, Sanatiel José Gonçalves, Leônidas José Gonçalves, Manoel ramos de oliveira, Cristino ramos de oliveira, Alfredo de tal e Ângela carvalho de Araujo para bater as palhas que Lourenço havia retirado e Empaiolado. Por volta das 17:30 horas do mesmo dia, seguiram em direção ao seu palheiro, Lourenço pereira da silva e seus filhos, Raimundo Lourenço da silva, José pereira pinto, Honório dias, Abdias, Euzébio pereira da silva e foram para o curral e La chegando se encontraram com Luiz Espindola e sua equipe. Segundo os depoimentos de algumas testemunhas, quando o grupo chegou ao palheiro de Lourenço, o seu filho Raimundo Lourenço perguntou “então velho Luiz, estar batendo a palha?” como se a resposta fosse afirmativa, o jovem rapaz disse: “espera que eu vou te ajudar a bater as palhas, Imediato travaram se numa luta corporal dos dois lados, todos armados de facas, Facão, Cassetes e Armas de fogos que durou cerca de meia hora. No conflito saiu morto, Lourenço pereira da silva, e posteriormente em consequência dos ferimentos, morreram Jose pereira pinto, Manoel ramos de oliveira – vulgo Manoel champrão, Alfredo ferreira e Alexandre pereira da silva. Ficaram feridos, Antonio Camilo e Raimundo Lourenço.
O promotor do publico Manoel sobral neto apresentou denuncias contra os sobreviventes, inclusive a Ângela Araujo.
O advogado de defesa do grupo de Luiz Espindola foi Abraão atem.
A guerra do pau de leite, como ficou conhecida, foi comentada alem das fronteiras, pois aconteceu na pacata cidade de Floriano Piauí.
A maior gravidade da ocorrência esteve no fato de Lourenço ser casado com uma prima de Luiz Espindola. Lutas e glorias entre os próprios parentes. Decorridos há Setenta um anos, quando se fala com alguns remanescentes dos dois grupos, ainda sente-se que existem no coração de cada um, profundo magoas. Só o tempo, O grande aliado, contribuirá para o total esquecimento.
A ocorrência aparece em nossas pesquisas no campo da violência em terras de são Pedro de Alcântara, a partir de 1874, essa foi a de maior destaque, e a que mais a população lamentou.
ESCRITO POR: Jose Bruno dos Santos.
FONTE: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário