Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Polícia prende homem acusado de fazer chacina.

 
 
As Policias Civil e Militar do Piauí prenderam nesta quinta-feira (06/11/2014) o acusado de assassinar a queima roupa cinco pessoas no povoado Palmeira de Cima, no município de São Miguel do Tapuio-PI, que fica a 227 km de Teresina-PI. Na chacina, o preso Clewilson Vieira Matias, de 34 anos, escolheu todas as vítimas e os mataram em um raio de 500m.
Clewilson Matias, que estava foragido há sete dias, foi encontrado em uma residência na Rua General Gayoso, no bairro Bandeirantes, na sede do município. Com ele foram detidos dois homens, pai e filho, que terão sua presença na casa investigada.
O delegado Laércio Evangelista disse que o acusado estava escondido a 10 quadras da Delegacia do município.
“Ele confessou o crime, disse que estava sufocado com todos e não aguentava mais. Ele disse que a ideia era matar todos os seus desafetos, cerca de 20 pessoas, e depois iria se matar. No entanto, ele disse que desistiu de se matar”, disse o delegado.
Além de Clewilson Matias foram presos Antônio Alves Nogueira, o pai, e José Francisco Silva Alves, o filho.
Atualizada às 17h32 (horário local).
O acusado da chacina foi preso exatamente no dia em que foi celebrado o sétimo dia de morte das cinco vítimas. As famílias e populares participaram da celebração sob forte sentimento de comoção.
O delegado Laércio Evangelista conta que a polícia fez o seu papel e deu uma resposta a sociedade. "Com a prisão a população vai se acalmar. O nosso sentimento é de dever cumprido".
Ele conta ainda que quando entrou na residência, Clewilson Matias estava escondido atrás de uma porta e teria apontado uma arma para o delegado. "Ele colocou a arma na minha cara, mas demos ordem de prisão, e conseguimos prende-lo. Houve resistência". Na residência fora encontradas várias armas e munições que pertecem ao acusado.
Participaram da operação as forças policiais das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), Grupos de Ações Táticas Especiais (Gate), Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o Grupamento Tático Aeropolicial (GTAP), além dos policiais militares de São Miguel do Tapuio, Delegacia de Homicídios e polícia civil de Castelo do Piauí.
POSTADO POR: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário