Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

terça-feira, 30 de julho de 2013

MÃE denuncia e polícia prende acusado de estuprar menor de 5 anos.

Em Uruçuí-PI, mais um caso de abuso sexual foi solucionado. Em menos de uma semana, duas pessoas foram presas pelo crime de estupro de vulnerável (art. 217-A do Código Penal) contra vítimas diferentes.
No último domingo dia 29 de julho de 2013, por volta das 15 h, o Delegado de Polícia Civil de Uruçuí-PI, Jarbas Lima, recebeu uma denúncia de que uma menina de 5 anos havia sido violentada sexualmente pelo próprio padrasto de nome R. N. S. S. de aproximadamente 34 anos. A denunciante foi à própria mãe da vítima que morava há pouco mais de um ano com o acusado.  A genitora da menor afirma que inclusive havia esperma no domingo pela manhã nas vestes da menor.
A criança foi submetida a exame de corpo de delito que constatou o estupro. A conjunção carnal foi atestada por dois médicos, sendo um especialista ginecológico.
Diante do resultado do exame, o Delegado de Polícia Civil e sua equipe saiu à procura do acusado, encontrando-o na residência de seus pais. O acusado foi preso em flagrante delito e conduzido para a Delegacia de Uruçuí-PI, onde os procedimentos legais foram tomados. Ele nega que tenha cometido o estupro contra a enteada de cinco anos.
Além do exame, o abuso sofrido pela menor foi atestado por prova testemunhal do irmão da vítima de apenas 11 anos de idade, que presenciou o acusado deitando na cama de sua irmã e prometendo-lhe dinheiro e doces. O acusado se encontra recolhido no xadrez da Delegacia de Uruçuí-PI.  Todo o procedimento foi acompanhado pelo Conselho Tutelar da cidade de Uruçuí-PI, que encaminhará a vítima para apoio psicológico diante do trauma sofrido.
O acusado poderá ser apenado com uma pena que varia de 8 a 15 anos, segundo o Código Penal Brasileiro.
FONTE: http://www.portaldeurucui.com

Um comentário:

  1. Esse aí vai ser "mulherzinha" na vereda grande.

    ResponderExcluir