Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Vereador diz que teve autorização para furtar água de Piaus.

O vereador Francisco de Assis Brito, o De Assis (PSD), presidente da Câmara Municipal de São Julião-PI, foi preso na última sexta-feira dia (09/08/2013). Ele é acusado de furto de água da adutora de Piaus, construída para abastecer municípios do Sul do Piauí.
De Assis, 41 anos, está em um alojamento do batalhão da 4ª Companhia da Polícia Militar de Fronteiras-PI. Em entrevista, o vereador admitiu ter feito uma ligação da tubulação da adutora para a sua propriedade, mas alegou que funcionários da construtora responsável pela obra teriam permitido.
O vereador ainda contou que chegou a perguntar se teria de pagar algo pela ligação, que na verdade é clandestina, e a resposta foi negativa.
De Assis reclama que a tubulação da adutora passa pelo seu terreno, mas o parlamentar não foi indenizado por isso. Ele já contratou advogado para recorrer e conseguir sua liberdade.
O parlamentar foi a quinta pessoa presa pela operação policial, deflagrada no dia 26 de julho de 2013 e comandada pelo delegado regional de Floriano (PI), Assis Carvalho Neto. Outros três foram presos em São Julião e um em Vila Nova do Piauí.
Cerca de 25 policiais, com o apoio de técnicos da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), percorreram os 111 quilômetros da adutora em busca de “gatos”, ligações irregulares como as de energia elétrica.
ENTENDA O CASO:
A adutora foi construída para levar água da barragem de Piaus e enviada para São Julião, Pio IX, Fronteiras, Campo Grande e Vila Nova do Piauí, atendendo 25 mil pessoas. A obra chegou a ser visitada pela presidente Dilma Rousseff (PT) no mês de janeiro.
A previsão de inauguração era o mês de julho. No entanto, segundo o secretário de Meio Ambiente, Dalton Macambira, quando foram iniciados os testes, a água que levaria meia hora para chegar a um ponto, demorou sete horas. A descoberta deve adiar a inauguração da obra, que deveria ter ocorrido em julho.
Com informações do cidadeverde.com
FONTE: http://www.suldopiaui.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário