Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

sexta-feira, 7 de março de 2014

Rixa entre famílias resulta em assassinato na zona rural.

Tenente, Igor.
Elzimar Roza Oliveira, Vitima.
 
João Francisco da Silva Melo, Autor do crime.
 
Armas apreendidas no local.
Por volta das 17h00 da última quinta-feira dia (06/03/2014), aconteceu um homicídio no povoado Tabocal, zona rural de Barão de Grajaú, a cerca de 59 km do município. O bárbaro crime vitimou Elzimar Roza de Oliveira, trabalhador rural de 27 anos, atingido com um tiro no peito, além de vários golpes de facão no pescoço.
As Polícias Militar e Civil foram acionadas e se deslocaram até o local, onde em operação conjunta fizeram o levantamento da ocorrência.
De acordo com o Tenente Igor Vieira, o crime ocorreu na propriedade da vítima. O acusado identificado como João Francisco da Silva Melo, de 28 anos, conhecido como Joãozinho, efetuou o disparo contra Elzimar Rosa, e em seguida pulou a cerca da residência da vítima e com golpes de facão concluiu o homicídio, dando requintes de crueldade ao crime.
“Ele efetuou um disparo de bate-bucha na região do tórax e a vítima caiu. A esposa relata que quando Elzimar saiu de casa ele já caiu com o disparo, e viu o João pulando a cerca com um facão pra concluir o intento, com requintes de crueldade, ou seja, quase a metade do pescoço decepado”, disse o Tenente Igor.
Segundo informações das Polícias Militar e Civil, a motivação do crime seria uma rivalidade entre as famílias da localidade, haja vista, que todos tinham posse de armas. Com o trabalho de preservação a vida, os policiais solicitaram que os mesmos entregassem suas armas voluntariamente, afim de evitar novos confrontos familiares.
De início os moradores não aceitaram a proposta, mas os policiais realizaram buscas pelo povoado e conseguiram apreender um total de sete armas na região, sendo quatro bate-bucha, duas espingardas artesanais, duas cartucheiras, e uma bate-bucha menor.
“A gente orientou, desarmou todo mundo pra que eles não continuassem a querer fazer esse clima de revanche uns contra os outros. A nossa vida é bem maior que nossos problemas, e ninguém vive mais em época de faroeste, então a Polícia Militar está atenta”, relatou o PM.
Pelos relatos preliminares, a Polícia constatou que havia ameaças entre as famílias, inclusive por parte da vítima que ameaçou o acusado por escrito, enviando anteriormente um bilhete a família do autor do crime.
“Eles viviam em clima de tensão no povoado, alguns dias atrás se encontravam armados e começaram a trocar algumas ameaças. Observamos então que é uma confusão entre as famílias e a gente vai tentar contornar a situação. O autor do fato está foragido, mas continua as buscas a esse elemento. O cerco está fechado porque ele não tem pra onde ir, e mais cedo ou mais tarde ele vai cair”, finalizou o Tenente Igor Vieira.
A operação conjunta foi composta pelo militares: Tenente Igor Vieira, Soldado Duarte e Batista, e o agente da Polícia Civil Ferdinan.
POSTADO POR: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário