Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Veja relatos da defesa do acusado Manoelzinho, advogado Marlon sobre os assassinatos do Piauí e do PM Eurival.

Nessa noite de segunda-feira, 10/11/2014 o advogado Marlon Brito (imagem) recebeu membros da imprensa local para uma entrevista sobre a situação do acusado Emanuel Ribeiro Soares (Manoelzinho), que no sábado, 1º de novembro de 2014, baleou duas pessoas e que essas terminaram por falecerem.
As vítimas dos disparos foram o jogador Edson Piauí e o cabo PM Eurival Araujo.
O advogado contratado pela família do acusado Emanuel Ribeiro (Manoelzinho) começou falando que está acompanhando o inquérito policial desde a quinta-feira, 06/11/2014 quando assumiu o caso. Ele disse que já foram ouvidas várias pessoas, cerca de cinco testemunhas no total, e afirma que as versões dessas testemunhas são unânimes, pois o Manoelzinho teria agido praticamente em legítima defesa, coloca Marlon Brito afirmando ainda que inúmeras provocações teriam surgido na mesa onde seu cliente se encontrava. A defesa afirma que (Manoelzinho) não conhecia o Edson Piauí que  teria sido convidado para se sentar à mesa por um amigo seu, identificado por Yan, também jogador de futebol.
O jogador Piauí após um desentendimento com Emanuel teria saído do local e ido à casa do irmão e quando retornou acompanhado do familiar que é  PM chegou a agredir fisicamente o Manoelzinho, bem como a sua esposa, conta advogado Marlon colocando que seu cliente teria agido em legítima defesa, pois o PM teria feito à menção de sacar uma arma.
O advogado explica mais sobre o que colocou de agressões físicas e verbais, “Inicialmente na Bocaina houve as agressões verbais com insinuações em relação à esposa do Manoelzinho, certo.... e posteriormente ao voltar da residência do irmão na verdade houve as agressões físicas, tanto ao Manoelzinho quanto à sua esposa e as pessoas que estavam com o Manoel”.
PN- COMO TERIAM SIDO ESSAS AGRESSÕES FÍSICAS?
ADVOGADO MARLON – De acordo com as testemunhas ao voltar da casa do irmão, o Edson bastante alterado e visivelmente embriagado tentou agredir fisicamente o Manoelzinho chamando ele para a pista no sentido de que houvesse  o confronto físico entre os dois, chegaram os  amigos tentando separar mas, o Edson desferiu dois socos, sendo que um atingiu o Manoelzinho e o outro a esposa do mesmo, além de um chute que ele deu na esposa do mesmo.
PIAUINOTICIAS - ESSAS AGRESSÕES TERIAM SIDO NO ROSTO?
ADVOGADO MARLON – Isso teriam sido no rosto e um chute na região do abdômen da esposa do Manoelzinho.
PN – E ESSAS INFORMAÇÕES DE QUE O PM TERIA MENCIONADO SACAR UMA ARMA. ISSO SE CONFIRMA DE ACORDO COM AS TESTEMUNHAS DO CASO?
ADVOGADO MARLON – Existem depoimentos divergentes. Alguns confirmam essa versão que ele teria tentado sacar uma arma quando houve o confronto entre os dois e outros, disseram que como foi um pouco afastado, não viram essa menção. Mas algumas testemunhas afirma que viram ele (PM) tentando sacar uma arma e foi quando o Manoelzinho efetuou os disparos.
PN- O SENHOR CONFIRMA A INFORMAÇÃO DE QUE O MANOELZINHO ESTARIA SAINDO DO LOCAL (BOCAINA) QUANDO OS IRMÃOS CHEGARAM?
ADVOGADO MARLON – Confirmo. De acordo com as testemunhas o Manoelzinho estava entrando no carro quando o Edson chegou.
Na entrevista advogado cita também que quando entrou no caso muitas pessoas já tinham prestado depoimentos, mas até a manhã dessa segunda-feira, 10 de novembro de 2014, faltava ser ouvida apenas uma testemunha e que todas contam a mesma versão sobre o ocorrido.
Quando foi perguntado sobre a apresentação do seu cliente, o advogado Marlon disse que vai esperar a conclusão do inquérito, quando todas as testemunhas devem ser ouvidas, para em seguida pensar na apresentação do Manoelzinho à Justiça e enfatizou, “vamos tentar ver se com esses depoimentos demonstra legítima defesa, para tentar revogar essa prisão preventiva e posteriormente, apresentar ele para ser ouvido”.
SOBRE A ESPOSA DO MANOEL EM CONHECER O EDSON.
Sobre essa indagação, o advogado afirma  que o Manoelzinho e a esposa não conheciam o jogador Edson e explicou enfatizando, “o Edson teria sentado à mesa por meio de um amigo dele, que é jogador de futebol chamado Yan, que jogaram juntos e esse,  já prestou depoimento e sua versão bateu com as versões das demais testemunhas, sendo a mesma versão”.
O advogado descarta qualquer tipo de contato ou desentendimento entre as partes envolvidas num local de lazer, pouco antes da tragédia ocorrida na Churrascaria nas proximidades do Antigo Terminal de Passageiros, bairro Cancela.
O delegado responsável pelo caso é o titular do 1º Distrito Polical, Walter Júnior.
POSTADO POR: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário