Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Bandidos armados assaltam ótica e fazem funcionária refém com revólver na cabeça.

Um assalto à Ótica Floriano em Amarante-PI, aconteceu na tarde desta quinta-feira, dia 22 de janeiro de 2015. Homens armados renderam uma das funcionárias que sob a mira de um revólver, foi trancada em uma sala da empresa. A vítima viveu momentos de pânico durante o assalto.
Informações não oficiais apontam que os assaltantes também renderam um homem ainda não identificado, que é proprietário de um trailer. “Ele estava em seu ponto de venda que fica em frente ao estabelecimento assaltado”, diz uma testemunha, que não quis se identificar.
Não é a primeira vez que a Ótica Floriano é assaltada.
É a segunda vez que a Óptica é assaltada com a mesma funcionária feita refém com arma na cabeça. O primeiro aconteceu na tarde do dia 31 de julho de 2012, quando grande quantidade de joias e relógios foi levada pelos assaltantes, que realizaram um verdadeiro arrastão.
Testemunhas, apesar de não terem como informar quantos eram os bandidos, puderam observar que o veículo utilizado por eles tinha placa de Teresina-PI.
Segundo o delegado de Amarante-PI, Dr. Tomaz de Aquino, a Polícia Civil foi ao local do assalto e logo iniciou uma perseguição aos bandidos. “Estamos em diligência. Eles fugiram pela PI-130, que liga Amarante-PI ao município de Palmeirais-PI.”
O delegado assegura que os policiais de Palmeirais-PI já foram acionados para fazerem um cerco que possibilite a prisão dos assaltantes.
Apenas uma das funcionárias, que não teve sua identidade revelada pela polícia, prestou esclarecimentos na delegacia. A vítima, que teve a arma apontada na cabeça, segundo o delegado, psicologicamente não teve condições de ser interrogada.
A Polícia Civil não pôde precisar o valor levado pelos assaltantes.
PUBLICADA POR: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário