Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

terça-feira, 24 de março de 2015

Eletrobras aparece na lista das piores companhias energéticas do País.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) divulgou no início deste mês um ranking com todas as empresas onde mostra a qualidade do serviço prestado em relação ao ano de 2014.
A Eletrobras Distribuição Piauí, ainda identificada como Companhia Energética do Piauí (Cepisa), aparece na lista como uma das piores do país, mas precisamente a 6ª pior em uma lista com 36 companhias, ficando atrás apenas da AMPLA, que presta serviços no Estado do Rio de Janeiro, a CEEE-D Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (Rio Grande do Sul), CEA Companhia de eletricidade do Amapá, CEAL Companhia energética de Alagoas e a CELG Distribuição, do Estado de Goiás.
Em 2014, por exemplo, cerca de 17 mil famílias do Piauí deixaram de assistir à Copa do Mundo devido interrupção do fornecimento de energia elétrica no Estado. Durante pronunciamento na Câmara Federal, o deputado federal Assis Carvalho (PT-PI), criticou o governo federal, por segundo ele, não ter universalizado de maneira eficaz o fornecimento de energia para todo o Estado, mesmo após inúmeros investimentos para a potencialização do Programa Luz Para Todos.
Em fevereiro deste ano, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, esteve no Piauí onde em parceria com o governador Wellington Dias (PT), afirmou que irá destinar investimentos no valor de R$ 380 milhões para dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito pelo governo federal. Segundo ele, R$ 2 bilhões foram investidos no Piauí nos últimos anos.
FURTO DE ENERGIA CHEGOU À CASA DOS R$ 120 MILHÕES EM UM ANO.
De acordo com a Eletrobras Piauí, ou Cepisa, como ainda denomina a ANEEL, em apenas um ano, registou-se o desvio/roubo de R$ 120 milhões somente no Piauí.
O montante é resultado quase que em sua totalidade, do uso de "gambiarras/gatos", que são ligações irregulares, e geralmente realizadas no interior do Estado por empresas e órgãos públicos.
No início do mês de março, uma operação deflagrada pela polícia em parceria com a Eletrobras, culminou com a prisão de 10 pessoas, sendo dois secretários estaduais, dos municípios de Alvorada do Gurguéia-PI e Elizeu Martins-PI. Todos foram acusados de roubo de energia elétrica. Os secretários foram presos dentro do gabinete da prefeitura. Em Alvorada do Gurguéia-PI, o prefeito só não foi preso porque não estava no local no momento da abordagem.
Durante a segunda fase da operação, deflagrada no dia 17 de março, outras pessoas foram presas, entre elas, um ex-gerente da Eletrobras, em Elizeu Martins-PI. O acusado foi flagrado com uma ligação irregular dentro de um hotel de sua propriedade. A quantia estimada de quanto possa ter sido roubado, não foi divulgada ainda. De acordo com o delegado Kleydson Ferreira, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), novas etapas deverão ser deflagradas nos próximos dias em outras cidades.
TEMPO DE INTERRUPÇÃO DE ENERGIA DIMINUIU 39 MINUTOS.
Apesar dos problemas, os dados revelaram que houve uma melhora pelo segundo ano consecutivo no tempo de duração equivalente de interrupção, que indica o número de horas, em média, que o consumidor fica sem energia elétrica durante o ano. Em relação ao ano de 2013, houve uma redução de 39 minutos, alcançando a marca de 17,61 horas.
O ranking divulgado avaliou todas as concessionárias do país para o período de janeiro a dezembro de 2014 e foi dividido em dois grupos, de acordo com o porte da empresa. São 36 concessionárias de distribuição consideradas de grande porte, com o mercado faturado anual de energia maior que 1 TWh (terawatt hora), e 27 concessionárias consideradas de menor porte, com o mercado faturado anual menor ou igual a 1 TWh.
No mercado maior que 1TWh, as melhores colocadas foram a Companhia Luz e Força Santa Cruz (CPFL Santa Cruz, SP), seguida da Companhia Energética do Ceará (Coelce) e da Companhia Energética do Maranhão (Cemar). A última que até então esteve sob os domínios do ex-ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, um dos mandatários da energia maranhense.
Cliquem AQUI e vejam a matéria completa.
PUBLICADA POR: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário