Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Agentes de endemias e agentes comunitários de saúde protestam por reajuste de salário.

O protesto dos agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, ocorreu em frente à secretaria municipal de saúde. Os servidores municipais exigem um reajuste nos salários em cumprimento com a lei 12.994/14, aprovada há um ano pelo Congresso Nacional, e sancionada pela presidente Dilma Roussef.
Desde 2013 que eles tentam negociar um aumento com o prefeito que sempre alega falta de recursos para não atender o pleito. Hoje, categoria recebe R$ 788,00 (Setecentos e oitenta e oito reais) mensais, quando o salário devia ser de R$ 1.014 (Mil e quatorze reais). Além disso, a ajuda recebida para aquisição do equipamento de proteção individual (EPI), como protetor solar, está congelada em R$ 50,00 (Cinquenta reais) e o adicional por insalubridade em R$ 157,00 (Cento e cinquenta e sete reais).
"Nós nunca tivemos direito a uma consulta com dermatologista. Somos expostos diariamente ao sol e precisamos usar protetor solar. Fui a um especialista por minha conta e o médico prescreveu um protetor que custa mais do que o dobro do que é repassado. Os agentes também não recebem novos fardamentos há vários anos", disse Desterro Matos, uma das líderes do movimento.
Com faixas, cartazes e discursos criticando o abandono da categoria, eles aguardam uma audiência até a próxima sexta-feira quando mais uma vez, vão tentar uma acordo com o prefeito. Caso as reivindicações não sejam atendidas, será realizada uma assembleia com a possibilidade de uma greve por tempo indeterminado.
"O dinheiro para pagamento dos nossos salários vem direto do Ministério da Saúde. Fizemos os cálculos e constatamos que existe uma sobra de R$ 10.000,00 (Dez mil reais) mensais, dinheiro suficiente para conceder o nosso reajuste", declarou Desterro Matos.
A carga horária de um agente comunitário de saúde é de 40 horas semanais e os servidores prometem reduzir a jornada de trabalho pela metade, caso o aumento não seja concedido. Um decisão, que segundo a categoria, está amparada pela lei.
Cliquem AQUI e vejam a matéria completa.
PUBLICADA POR: AlonsoBisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário