Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Comandante da PM é denunciado por abuso de autoridade e outras infrações.

O comandante da PM da cidade de Pavussú-PI, esta sendo acusado de abuso de autoridade e de trabalhar pela segurança do município embriagado. A denúncia foi feita no piauinoticias.com por um morador daquele município que teria sido vítima da autoridade militar.
Na narrativa do denunciante ele conta, “estava eu no município de Pavussu-PI com uns amigos e o meu carro estava estacionado em cima da calçada onde reside minha sogra. Estava bebendo na praça, com o som ligado em um volume moderado, eram por volta de 19:30h, entendo que estava errado, por estar estacionado em cima de uma praça pública, mas  não é a 1ª vez que faço isso e nunca tinha sido reclamado antes, alem do mais,  várias outras pessoas também fazem o mesmo, inclusive o prefeito da cidade Neto, que costuma colocar seu carro com som em cima da praça, tanto é, que fizeram até uma rampa de cimento para facilitar o acesso dos veículos. O fato é que me espantei com a chegada do ‘delegado’, que no caso é apenas comandante de Grupamento de Policiamento Militar (GPM) e de um soldado, ambos policiais militares.  Ele chegou gritando, dizendo que meu carro estava apreendido, me levantei para conversar com ele e dizer que iria retirar o veículo de cima da praça, mas ele não quis conversa, simplesmente me agarrou pelo braço e me empurrou em direção a porta do veículo, me ameaçando, dizendo que iria me algemar, eu falei que não era preciso, pois iria sem resistir à delegacia com ele. O soldado pegou meu carro e foi dirigindo até a delegacia e eu fui no banco do passageiro. Ao chegarmos lá começou a sessão de abusos. Um amigo que estava bebendo comigo, me acompanhou de moto e ao chegar na porta da delegacia me chamou pra entregar meu celular e a carteira que tinha deixado no bar,  me entregou e falou que era pra eu ligar para alguém, pois eu tinha direito a um telefonema, ao ouvir isso, o ‘delegado’ se dirigiu rapidamente em direção ao meu amigo e puxou um facão da bainha e começou a gritar com o rapaz com o facão apontado para ele dizendo que aqui não existia esse negócio de direito não, que ele era quem mandava e que era pra ele não se meter, poque se não iria preso. Meu amigo ficou se tremendo com medo dele (delegado) lhe bater com o facão. Já dentro da Delegacia ele me disse que o carro não poderia estar em cima da praça e que iria me liberar, pois não resisti e o acompanhei ao Distrito, nesse momento, entra um vereador da cidade na Delegacia e começa a conversar com o delegado, dizendo que todo mundo coloca carro em cima da praça e que carro nenhum nunca foi apreendido por esse motivo, o delegado lhe respondeu dizendo pra ele não se meter e perguntou quem ele era pra dizer o que pode ou não pode na cidade, o vereador respondeu dizendo que era vereador e puxou do bolso sua carteirinha da Câmara Municipal e disse que também era autoridade, o delegado que parecia estar visivelmente alcoolizado, gritou que autoridade era ele que é oficial da Polícia Militar do Piauí, e pegou o vereador pelo braço e saiu puxando-o até a porta, onde pegou e empurrou o legislador pra rua, dizendo que ele estava autoridade e que pra ele, ele não passava de um cachorro e moleque.  Fiquei  totalmente desconcertado e nervoso pensando em como isso ainda acontece em pleno ano 2013, pessoas totalmente despreparadas exercendo cargos importantes dentro de um município”.
Ainda nas declarações, o denunciante afirmou que delegado manteve o carro apreendido, tempo depois o tinha liberado, mas havia solicitado que ele retornasse no dia seguinte. Mas quem teria resolvido tudo teria sido um irmão do prefeito que é o secretário de Finanças do município e que teria ido até a delegacia e retirado o carro.
Ainda segundo o denunciante, após o ocorrido várias pessoas teriam lhe procurado para contar que não é a primeira vez que o policial militar tem essas atitudes de abuso de autoridade, que inclusive, ele atirou e deixou aleijado um vereador da cidade de Tamboril do Piauí e acrescentou, “ me encontro indignado com o ocorrido e já tomei algumas providências, registrei um Boletim de Ocorrência contra esse indivíduo e pretendo também ir até o seu Batalhão fazer uma denúncia contra ele para o coronel responsável, só me entristece saber que no Brasil muitos fatos como esse ficam impunes e nada é feito”, disse.
Num outro e-mail enviado piauinoticias.com o denunciante Silvino Junior afirma que o militar é o subtenente Djalma e o fato teria ocorrido na Praça Petrônio Portela, centro de Pavussu-PI. O caso será denunciado na Corregedoria da  Polícia Militar em Teresina-PI pelo o vereador que teria se sentido agredido.
Ainda na tarde dessa terça-feira houve tentativas de contatos com o subtenente da PM Djalma em Pavussu-PI e as informações do Quartel da Polícia de Floriano-PI é que naquele município a Policia não tem contato via telefone fixo, no entanto, houve ainda uma tentativa de diálogo com o tenente coronel Lisandro Honório, que comanda a região, mas esse está ausente do 3º BPM, pois está viajando.
FONTE: http://piauinoticias.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário