Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Idoso passa mal e morre ao esperar 40 minutos pelo Samu.

Um aposentado morreu dentro do táxi que o transportava nesta terça-feira (14/01/2014) em Teresina-PI. De acordo com a polícia, quando a vítima começou a passar mal o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas demorou cerca de 40 minutos para chegar ao local. O idoso identificado como Francisco de Assis sofreu um ataque fulminante quando chegava ao estacionamento de uma agência bancária localizada no bairro Marquês, Zona Norte da capital.
De acordo com o soldado Francisco Nunes, do Ronda Cidadão, o aposentado estava acompanhado de uma filha e do genro quando começou a sentir uma dor no peito.
“Os familiares relaram que Francisco das Chagas já tinha problemas cardíacos, mas o que questionamos foi a demora no atendimento. Quando a ambulância chegou ao local, cerca de 40 minutos depois, o homem já estava morto.O médico ainda tentou reanimar o paciente, mas já era tarde”, contou o policial.
O caso ocorreu por volta de 9h50 desta terça-feira e três horas depois o corpo da vítima ainda estava dentro do táxi. O militar revelou que o médico que atendeu a ocorrência se recusou a levar o corpo de Francisco de Assis alegando não ser competência do Samu esteve tipo de remoção. O Instituto Médico Legal (IML) também foi acionado e ainda não havia chegado ao local.
A coordenadora do Samu em Teresina-PI, Helsimone Rodrigues, explicou que a ambulância demorou cerca de 24 minutos para chegar ao local por conta do trânsito e porque a pessoa que solicitou o socorro não completou a ligação na primeira vez que entrou em contato.
“Temos registrados dois chamados para o local. Na primeira vez que pediram uma ambulância, a pessoa não completou a ligação e disse apenas que o idoso estava passando mal no bairro Marquês", disse.
A coordenadora informou ainda que durante a ligação a pessoa precisa alertar para o médico o tipo de mal estar que a vitima apresenta para então avaliar que tipo de unidade será enviada ao local.
"Temos que saber se há necessidade de enviar uma motolância, ambulância avançada ou simples. Nesse caso, somente após cinco minutos houve uma nova ligação na qual foi repassado todos os detalhes e em seguida enviamos uma ambulância com suporte avançado. Além disso, os motoristas não abrem espaço para o Samu e isso prejudica o socorro médico”, explicou.
FONTE: http://g1.globo.com/pi/piaui

Nenhum comentário:

Postar um comentário