Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Temporal e chuva de granizo causam estragos no sertão do Piauí.

 
A paisagem típica do sertão piauiense com seu sol escaldante, altas temperaturas e baixa umidade sofreu mudanças que causaram estranheza para os moradores de alguns municípios do estado. Os populares das cidades de Fronteiras-PI, a 400 km ao sul de Teresina-PI, e Pio IX, a 434 km, foram surpreendidos por uma tempestade seguida por chuva de granizo que provocou vários estragos. Placas foram arrancadas e tetos de algumas residências ficaram destruídos. Veículos estacionados pelas ruas também ficaram danificados.
Na capital, a chuva da noite de terça-feira (21/10/2014) atraiu a atenção para estes fenômenos climáticos, que parecem intensificar-se no mês de outubro, segundo a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. A chuva de granizo e os ventos fortes registrados no sertão na tarde de segunda-feira (20/10/2014) podem se repetir.
Apanhados de surpresa com a chuva de gelo, os populares do semiárido piauiense relatam o espanto e os estragos provocados pela natureza. De acordo com blogueiro residente na cidade de Fronteiras-PI Clediomar Sousa, os moradores não acreditavam no cenário que viam, e que os estragos só não foram maiores devido ao tempo que durou a tempestade.
“Nunca tínhamos visto este tipo de coisa. Todo mundo ficou apavorado com isso. Os ventos derrubaram placas, arrancaram as telhas das casas e os pedaços de gelo danificaram veículos e derrubaram o forro das residências. Durou por cerca de 20 minutos, mas se demorasse um pouco mais era capaz de a cidade inteira vir a baixo”, descreveu.
Tanto em Pio IX-PI como Fronteiras-PI estão entre os 203 municípios que decretaram situação de emergência este ano por conta da estiagem, segundo a Secretaria Estadual de Defesa Civil.
Conforme a meteorologista Sônia Feitosa, tanto as chuvas quanto as tempestades neste período do ano não constituem acontecimentos atípicos, uma vez que as temperaturas elevadas no estado são propícias ao desencadeamento de tais precipitações. De acordo com a especialista, dependendo da combinação de certos efeitos, acontecimentos como estes não devem ser tão estranhos aos piauienses, podendo até mesmo repetir-se nos próximos dias.
“O final do mês de outubro é conhecido pela incidência de fenômenos como estes. Chuvas de início de estação ocorrem de forma bem localizada, principalmente em dias quentes como os que observamos na região. Presenciamos uma condição de vulnerabilidade para estes eventos, que são possíveis de ocorrer em locais de temperaturas elevadas como o Piauí. De forma gradativa poderemos observar chuvas e até mesmo tempestades em nosso estado” conta a meteorologista.
Questionada sobre a chuva de granizo que atingiu os municípios de Fronteiras-PI e Pio IX-PI, Sônia desmente o senso comum de que este tipo de precipitação ocorre apenas em locais de frio predominante. Segundo a especialista, determinadas condições quando em conjunto podem facilitar a incidência destes fenômenos, como o contraste de temperatura, ventos fortes e a presença de nuvens propícias.
“Diferente do que a maioria das pessoas acredita, uma chuva de granizo ocorre sim em locais quentes, sendo a sua incidência algumas vezes até mais propícias ainda em tais condições. Em ambientes em que se apresentam ventos fortes, um contraste de temperatura entre o ar quente da superfície e o ar mais frio que fica em cima e a presença de nuvens propícias, normalmente mais escuras e de desenvolvimento vertical pode perfeitamente apresentar como resultado a precipitação de granizo. Esse é um fenômeno que pode acontecer em qualquer lugar do Piauí” descreve.
POSTADO POR: Alonso Bisorão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário