Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Ações trabalhistas foram debatidas em Audiência Pública em FLORIANO-PI.

Procuradora: Maria Elena Rêgo:
Empresário: Filadelfo Freire de Castro Filho: 
Com a participação da procuradora Maria Elena Rêgo (foto acima) foi realizada em Floriano-PI uma audiência pública para tratar sobre as ações do Ministério Público do Trabalho Itinerante (MPT Itinerante), evento que foi realizado no prédio da Câmara Municipal. A audiência contou  com trabalhadores e representantes de sindicatos da região e visa deixar o Ministério Público do Trabalho mais próximo dos trabalhadores e empregadores, isso com  o objetivo de tornar as ações do MPT mais efetivas, foi o que colocou a procuradora Maria Helena Rego, uma das autoridades presentes.
Para que haja uma atuação mais efetiva em todas as Varas do Trabalho visitas anuais, pelos menos uma por semestre, estarão ocorrendo em todas as cidades onde existem as Varas do Trabalho e  não há representantes do Ministério.  Todo o foco está voltado a garantir as leis trabalhistas e para isso muitas denúncias tem sido feitas, disse a procuradora, afirmando que as investigações tem sido realizadas e se comprovado o descumprimento da lei, todas as soluções serão buscadas com adequação da conduta irregular do empregador.
Lideranças sindicais, empresariais e empregados tiveram participação ativa, sendo que a maioria eram pessoas que tem ligações com atividades profissionais rurais. O líder do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, José de Tila, que esteve participando afirmou que se tratou de um encontro de grande importância e que na construção civil tem problemas enormes que superam os problemas existentes na zona rural da cidade. “Temos casos aqui em que empresários estão simplesmente dando baixa na carteira e mandando o trabalhador procurar outro emprego. Onde andam as multas rescisórias, onde andam os seguros desempregos, onde anda aquilo que o trabalhador tem direito?”, indagou o sindicalista.
O empresário da área rural no município de Floriano, Filadelfo Freire de Castro Filho (imagem acima), afirmou que não compensa para o produtor assinar a carteira e explicou, “nosso trabalho é temporário que chega a oito dias, dez dias com cada turma.
Queria dá um exemplo para quem não conhece carnaúba: Um carnaubal de mil quilos de pés carnaúbas se trabalha oito pessoas, mas para tirar esse carnaubal de mil quilos só precisamos de oito dias, portanto,  eu quero saber do MTP Itinerante como é que eu vou assinar uma carteira com 10 dias de trabalho”. Foi à primeira visita do MPT Itinerante à cidade de Floriano-PI.
FONTE: http://piauinoticias.com

2 comentários: