Radio Alvorada FM Ao Vivo.

DATA E HORA

PAGINA INICIAL

ATENÇÃO LEITORES:

ATENÇÃO: A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORÃO DEIXA CLARO QUE NÃO SE RESPONSABILIZARA PELOS COMENTÁRIOS POSTADOS NAS MATÉRIAS PUBLICADAS NESTE BLOG, TODOS FICARÃO CIENTES QUE AO PUBLICAREM QUALQUER COMENTÁRIO INADEQUADO OU OFENSIVO, QUE O MESMO SERÁ DE SUA INTEIRA RESPONSABILIDADE. ATENCIOSAMENTE A DIREÇÃO DO BLOG ALONSOBISORAO.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Dois idosos morrem em menos de 24h após atendimento precário.

Mais um idoso que estava internado em condições precárias faleceu no Hospital de Urgência de Teresina-PI nessa quarta-feira (09/04/2014). Um paciente, ainda não identificado, veio a óbito após passar horas esperando por um ventilador mecânico. Segundo enfermeiros da unidade de saúde, o idoso precisava de respiração artificial, mas não havia equipamentos disponíveis. Esta foi a segunda morte registrada no maior hospital de urgência do Piauí em menos de 24 horas.
O G1 conseguiu imagens que mostram o paciente com dificuldades para respirar. Ao lado dele há outro idoso que está entubado e a máscara amarrada com luvas. Ainda no mesmo vídeo é possível perceber que o hospital está superlotado e os pacientes são atendidos em locais improvisados. De acordo com o presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Piauí, Erick Riccely, a enfermaria que os dois idosos estavam tem capacidade para apenas quatro pacientes, mas ultimamente tem recebido até 14 pessoas ao mesmo tempo.
"Como o hospital está superlotado tivemos que colocar os pacientes bem próximo uns dos outros. Isso aumenta o risco de algum deles contrair infecção, mas como não há outra alternativa o jeito é utilizar a enfermaria até como unidade de terapia intensiva", disse.
O diretor do HUT, Gilberto Albuquerque, explicou que o uso das luvas para segurar a máscara é uma condição técnica usada pelos enfermeiros para facilitar o manuseio do paciente e evitar que ele se machuque. “Como o idoso estava sem acompanhante e não poderia segurar a máscara este procedimento foi adotado. No geral usamos um cadarço, no entanto, dependendo das condições ele pode machucar o paciente. Nesse caso não houve falta de material”, afirmou.
Já para o presidente do sindicato dos enfermeiros, o uso de luvas para segurar as máscaras é uma medida improvisada pois o equipamento deveria ter o fixador.
Esta não é a primeira vez que o G1 mostra a situação de descaso no maior hospital de urgência do Piauí. Ainda nessa quarta-feira (09/04/2014), imagens que circularam pelas redes sociais mostraram um paciente recebendo atendimento no chão por conta da falta de macas na unidade de saúde.
Segundo a direção do HUT, o idoso que recebeu atendimento em cima de um lençol foi identificado como Milton Sérvulo Machado. Ele teria dado entrada no hospital por volta das 19h de terça-feira (08/04/2014) e algumas horas depois faleceu. Conforme o hospital, Milton Sérvulo chegou com quadro de insuficiência respiratória e não resistiu.
Nas últimas semanas, a situação no maior Hospital de Urgência de Teresina tem se agravado. Enfermeiros e técnicos em enfermagem estão há sete dias em greve e apenas cirurgias de emergência são realizadas. Por recomendação do Ministério Público Estadual, a unidade passará por uma reforma e a capacidade de atendimento será reduzida. O presidente da Fundação Hospitalar destacou ainda que durante a obra a situação no HUT poderá ficar ainda pior.
O Ministério Público Estadual informou que ainda está apurando todos os fatos para em seguida se pronunciar sobre a situação do Hospital de Urgência de Teresina-PI.
POSTADA POR: Alonso Bisorão.
FONTE: http://g1.globo.com/pi

Nenhum comentário:

Postar um comentário